Voltar Atrás

Procurar no meu Portefólio Reflexivo de Aprendizagem

 


 

 

 



 

A Pesquisar...

 


 

Estou a Procurar no Portefólio

 


Comentários sobre esta Página

 


O Campo de Procura que esta Página tem, utiliza um Motor de Busca exclusivo deste Portefólio Reflexivo de Aprendizagem e, deste modo, praticamente todas as palavras que o Portefólio tiver, aparecem na Pesquisa!

 

Não está dependente do que os Motores de Busca como o Google, Bing, etc..., tiverem adicionado à sua respetiva Base de Dados!

 

Por isso, você pode pesquisar tudo o que pensar que existe neste Portefólio Reflexivo de Aprendizagem, que se existir, você encontra com certeza!

 

Logotipo do Portefólio Reflexivo de Aprendizagem de Paulo C. Silva

 

 


Alguns Ditados Populares Portugueses

 


Para bom entendedor, meia palavra basta!

 

De grão em grão, a galinha enche o papo!

 

Cada macaco no seu galho!

 

Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura!

 

Filho de peixe, peixinho é!

 

Onde há fumaça há fogo!

 

Cão que ladra não morde!

 

Por ele eu ponho a minha mão no fogo!

 

Quando um burro fala, o outro baixa a orelha!

Você Sabia que...?

 

A pressa é inimiga da perfeição!

 

Deus escreve direito por linhas tortas!

 

Quem com ferro mata, com ferro morre!

 

Mente vazia é a oficina do diabo!

 

O que os olhos não vêem, o coração não sente!

 

De médico e louco todo o mundo tem um pouco!

 

A César o que é de César!

 

A cavalo dado não se olha os dentes!

 

Cada panela tem a sua tampa!

 

Não grite a sua felicidade, pois a inveja tem o sono leve!

 

Quem canta, seus males espanta!

 

Uma andorinha sozinha não faz o verão!

 

Por morrer uma andorinha, não acaba a primavera!

 

Não julgue um livro pela capa!

 

Quem tem boca, vai a Roma!

 

A mentira tem a perna curta!

E esta, hem?

 

O barato sai caro!

 

Quem não tem cão, caça com o gato!

 

Mais vale um pássaro na mão do que dois a voar!

 

O hábito faz o monge!

 

Saco vazio, não fica em pé!

 

É dando que se recebe!

 

Devagar se chega ao longe!

 

Há males que vêm por bem!

 

Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje!

 

Nem tudo o que reluz é ouro!

 

Roupa suja, lava-se em casa!

 

Cada um sabe onde lhe aperta o sapato!

 

Não se faz uma omeleta sem ovos!

 

Quando a esmola é grande o pobre desconfia!

 

Diz-me com quem andas e te direi quem tu és!

 

Quem não é visto, não é lembrado!

 

Não existem rosas sem espinhos!

 

Amigos, amigos, negócios à parte!

Você sabe separar?

 

Deus dá muito mais do que o diabo tira!

 

Um olho no peixe e outro no gato!

 

O seguro morreu de velho!

 

O preguiçoso trabalha dobrado!

 

Quem não quer ser lobo, não lhe vista a pele!

 

Em terra de cegos quem tem um olho é rei!

 

Não adianta chorar sobre o leite derramado!

 

Águas passadas não movem o moinho!

 

O pior cego é aquele que não quer ver!

 

O apressado come cru!

 

Plantar verde para colher maduro!

 

Quem ri por último, ri melhor!

 

Filhos criados, trabalhos dobrados!

 

À noite, todos os gatos são pardos!

 

Depois da batalha, aparecem os valentes!

 

Não adianta lamentar a morte da bezerra!

Abra os olhos!

 

Deus ajuda a quem cedo madruga!

 

Entre marido e mulher, ninguém mete a colher!

 

Quem bate esquece, quem apanha, não!

 

A esperança é a última que morre!

 

De boas intenções, está o inferno cheio!

 

Em casa do ferreiro, o espeto é de pau!

 

Quando um não quer, os dois não brigam!

 

Os últimos serão os primeiros!

 

Se a ferradura trouxesse sorte, o burro não puxava a carroça!

 

Quem muito burro toca, algum deixa para trás!

 

Manda quem pode, obedece quem tem juízo!

 

Pau que nasce torto, nunca se endireita!

 

O homem é senhor do que pensa e escravo do que fala!

 

Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer!

 

Fontes: (Ncultura.pt) e (Rockcontent.com)

 

 

Linha Separadora