Voltar Atrás

Reflexão da UFCD-4558 - Corrosão

 


Informações Técnicas

 

Formando: Paulo Caldeira da Silva

Formadora: Telma Matos

Data: 25/Janeiro/2012

Área de Formação: Corrosão

Denominação/Código: UFCD-4558

Curso: EFA-NS - Técnicos de Instalação de Sistemas Solares Térmicos (03) - Sertã

 

O que Aprendi

 

UFCD-4558

- Corrosão.

• Definição de Corrosão.

• Agentes de Corrosão.

• Inibidores de Corrosão.

- Tipos de Corrosão.

• Corrosão Uniforme.

• Corrosão Localizada.

• Corrosão Intercristalina.

- Formas de Evitar a Corrosão.

• Utilizações de Metais Puros.

• Indutos.

• Tratamentos.

- Trabalho Prático.

• O Meu Metal e a Corrosão.

- Entre outros temas e subtemas que foram abordados nesta Unidade de Formação de Curta Duração.

 

Como Aprendi

 

- Explicações da Formadora.

- Apresentação de Documentos.

- Fichas de Trabalho.

- Fotocópias.

- Pesquisas na Internet.

- Debates e Troca de Experiências Entre Colegas.

 

Dificuldades Sentidas

 

Não senti grandes dificuldades, durante esta UFCD – (Unidade de Formação de Curta Duração), porque tudo me correu muito bem até ao final da mesma.

 

Reflexão

 


Na área disciplinar de Corrosão, desta unidade de formação nº 6, com uma carga horária de 25 horas, abordámos variadas temáticas e quero referir nesta reflexão, aquelas que pessoalmente achei mais interessantes e que no meu entender, serão de maior utilidade para o meu futuro profissional e/ou pessoal.

 

Começámos por verificar que a corrosão, é a deterioração dos materiais (metais), devido à ação química ou eletroquímica do meio ambiente e é a tendência que os metais têm de voltar ao estado inicial ou natural, em que a sua forma mais estável, é o estado de óxido.

 

Vimos ainda que, o ar atmosférico, a água doce/salgada, os solos, os produtos químicos, são elementos/agentes/substâncias que favorecem o fenómeno da corrosão.

 

Aprendemos também que, podemos utilizar inibidores da corrosão como indutos, que são substâncias moles ou líquidas que se depositam sobre os metais a proteger, com o objetivo de evitar o contato com o meio corrosivo e assim evitar a corrosão, substâncias essas que podem ser, vernizes, lubrificantes, massa consistente, etc., entre outros métodos que podem ser usados para evitar a corrosão, tais como a utilização de ligas, ou usando um outro metal, menos corrosivo sobre a superfície, como metal de sacrifício.

 

Vimos que a corrosão uniforme, ocorre em toda a superfície, é visível a olho nu e é a menos perigosa, porque deteta-se facilmente e desse modo, podemos tratá-la com facilidade, a corrosão localizada ou seletiva, é aquela que ocorre em zonas preferenciais das estruturas, devido a fatores como, soldaduras, mal aplicação de indutos, exposição a meios corrosivos diferentes, zonas de tensão e desgaste, etc. e, a corrosão intercristalina ocorre no interior do metal, não sendo visível à superfície e quando é detetada, verifica-se grande perda de massa, sendo por isso a mais perigosa.

 

Para evitar a corrosão, podemos utilizar diversas formas, tais como, a utilização de metais puros, que resistem bem à corrosão e é superficial, a utilização de ligas metálicas, que são camadas de passivação, que impedem o contato do meio ambiente com a superfície do metal, assim como, a utilização de indutos, tintas, vernizes, óleos, etc...

 

Ainda para evitar a corrosão, podemos utilizar recobrimentos como a cromagem, que é por meio de crómio, por niquelagem, ou com níquel, por galvanização, ou com zinco, por meio de estanhagem, ou com estanho, etc...

 

Vimos também que, em alguns casos, esta corrosão nos metais é aproveitada em processos fabris e neste caso, essa corrosão é acelerada.

 

Na sequência desta UFCD, elaborei um documento em apresentação do PowerPoint, sobre a corrosão, sobretudo a corrosão do ferro/aço.

 

Entretanto, no âmbito desta UFCD 6, tive contato com novas realidades que não conhecia e que achei, serem bastante positivas e informativas para o meu conhecimento geral e futuramente para o desenvolvimento da minha profissão, enquanto Técnico Instalador de Painéis Solares Térmicos.

 

Tal como já referi em outras reflexões de UFCDs dadas pela formadora Telma Matos, ela, com a vasta matéria a dar sobre esta temática, com todos os documentos fornecidos, fichas, etc., por vezes, com a necessidade de ter alguma paciência com os formandos, por causa de alguma dispersão e falta de atenção da nossa parte, ainda assim, tentou sempre manter a nossa atenção, deixando inclusivamente tempo disponível para a discussão, entreajuda e troca de experiências entre os formandos, falando dos temas que foram sendo abordados.

 

A realização de fichas de trabalho, com os conceitos/temas abordados, foi a meu ver muito enriquecedor, porque me permitiu aprender e aprofundar os temas propostos pela formadora, acho que entendi bem e, os apontamentos tirados durante as sessões, assim como as fotocópias, as explicações da formadora, etc., também me ajudaram na compreensão dos temas desta UFCD 6.

 

Como já referi em outras reflexões anteriores de módulos/UFCDs dadas pela formadora Telma Matos, considero que alcançou os objetivos pretendidos sobre esta matéria, com um horário, muito reduzido e, como também já referi anteriormente, se é que posso ou devo dar a minha avaliação à formadora, então, quanto a mim, está de parabéns.

 

Para melhorar esta UFCD e, regra geral, acho que poderia ser aumentada a carga horária da mesma, visto que se tal acontecesse, ainda poderiam ser mais aprofundadas estas matérias, que podem ser muito importantes para a vida de um trabalhador/empregador.

 


Clique no Banner (Imagem) seguinte para fazer o Download (Baixar), e depois, fazer a respetiva consulta no seu Computador ou Dispositivo!

 

Clique Aqui, para Fazer o Download do Arquivo ZIP, para Consulta!

 

Ficheiros Incluídos no Arquivo ZIP para Download e Consulta

 

O Meu Metal e a Corrosão - Paulo Silva.ppsx

Reflexão da 4558 - Corrosão - T.M. - Paulo Silva.docx

 


Notas de Rodapé:

 


Atenção

Se utilizar algum texto quer das minhas Reflexões, quer dos meus Documentos que disponho para consulta e/ou download, não se esqueça de que não deve fazer o chamado (Literalmente, Copy-Paste) nos seus próprios documentos para o seu próprio bem!

 

Como deve calcular nenhum Formador ou Professor apoia essa ideia, até porque cada arquivo da autoria de cada um, tem os respetivos Direitos de Autor, utilize nos seus documentos palavras e frases suas, mesmo que utilize a estrutura e as ideias que vos deixo nos meus Arquivos, Textos e Reflexões, Obrigado!

 

Logotipo do Portefólio Reflexivo de Aprendizagem de Paulo C. Silva

 

 

 

Linha Separadora